Negociação de criptografia cai 11.5%, valendo US$ 2 trilhões de resiliência em meio à volatilidade em agosto

Pontos chave:

  • O volume total de negociação de criptomoedas, incluindo à vista e derivativos, contraiu 11.5% em agosto, totalizando US$ 2.09 trilhões, impulsionado pela diminuição da atividade à vista e de derivativos.
  • Breves picos de volatilidade em Agosto, nomeadamente no preço do Bitcoin, influenciaram estes números, com o mercado a reagir a eventos como aversão ao risco e desenvolvimentos regulamentares.
Este declínio significa uma diminuição notável na atividade de negociação de criptografia no setor de criptografia durante o mês.
Negociação de criptografia cai 11.5%, valendo US$ 2 trilhões de resiliência em meio à volatilidade em agosto

Dados de CCDate revelou que o volume total de negociação de criptografia no mercado, abrangendo negociações à vista e de derivativos, sofreu uma contração de 11.5% em agosto, totalizando US$ 2.09 trilhões. 

A queda foi particularmente evidente nas negociações à vista em bolsas centralizadas, que registaram uma segunda queda mensal consecutiva de 7.78%. O volume de negociação à vista atingiu US$ 475 bilhões, marcando seu nível mais baixo desde março de 2019. Ao mesmo tempo, o volume de negociação de derivativos também testemunhou uma queda substancial de mais de 12%, fixando-se em US$ 1.62 trilhão, seu segundo nível mais baixo desde 2021. Além disso, a participação dos derivativos no mercado a actividade total do mercado contraiu-se pelo terceiro mês consecutivo, representando 77.3%.

Apesar da diminuição geral no volume de negociação de criptomoedas, agosto testemunhou breves momentos de maior volatilidade, o que pode ter influenciado os números. Em 17 de agosto, o Bitcoin, a criptomoeda líder em valor de mercado, sofreu uma queda acentuada de mais de 10%, levando a um preço de US$ 25,000. Este movimento correspondeu à aversão ao risco observada nos mercados financeiros tradicionais.

No final do mês, houve outro aumento notável de preços, com o Bitcoin atingindo brevemente US$ 28,000 em 29 de agosto. Essa recuperação seguiu-se à vitória legal da Grayscale sobre a Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA, sinalizando otimismo entre os investidores em criptografia.

AVISO LEGAL: As informações neste site são fornecidas como comentários gerais do mercado e não constituem aconselhamento de investimento. Nós encorajamos você a fazer sua própria pesquisa antes de investir.

Negociação de criptografia cai 11.5%, valendo US$ 2 trilhões de resiliência em meio à volatilidade em agosto

Pontos chave:

  • O volume total de negociação de criptomoedas, incluindo à vista e derivativos, contraiu 11.5% em agosto, totalizando US$ 2.09 trilhões, impulsionado pela diminuição da atividade à vista e de derivativos.
  • Breves picos de volatilidade em Agosto, nomeadamente no preço do Bitcoin, influenciaram estes números, com o mercado a reagir a eventos como aversão ao risco e desenvolvimentos regulamentares.
Este declínio significa uma diminuição notável na atividade de negociação de criptografia no setor de criptografia durante o mês.
Negociação de criptografia cai 11.5%, valendo US$ 2 trilhões de resiliência em meio à volatilidade em agosto

Dados de CCDate revelou que o volume total de negociação de criptografia no mercado, abrangendo negociações à vista e de derivativos, sofreu uma contração de 11.5% em agosto, totalizando US$ 2.09 trilhões. 

A queda foi particularmente evidente nas negociações à vista em bolsas centralizadas, que registaram uma segunda queda mensal consecutiva de 7.78%. O volume de negociação à vista atingiu US$ 475 bilhões, marcando seu nível mais baixo desde março de 2019. Ao mesmo tempo, o volume de negociação de derivativos também testemunhou uma queda substancial de mais de 12%, fixando-se em US$ 1.62 trilhão, seu segundo nível mais baixo desde 2021. Além disso, a participação dos derivativos no mercado a actividade total do mercado contraiu-se pelo terceiro mês consecutivo, representando 77.3%.

Apesar da diminuição geral no volume de negociação de criptomoedas, agosto testemunhou breves momentos de maior volatilidade, o que pode ter influenciado os números. Em 17 de agosto, o Bitcoin, a criptomoeda líder em valor de mercado, sofreu uma queda acentuada de mais de 10%, levando a um preço de US$ 25,000. Este movimento correspondeu à aversão ao risco observada nos mercados financeiros tradicionais.

No final do mês, houve outro aumento notável de preços, com o Bitcoin atingindo brevemente US$ 28,000 em 29 de agosto. Essa recuperação seguiu-se à vitória legal da Grayscale sobre a Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA, sinalizando otimismo entre os investidores em criptografia.

AVISO LEGAL: As informações neste site são fornecidas como comentários gerais do mercado e não constituem aconselhamento de investimento. Nós encorajamos você a fazer sua própria pesquisa antes de investir.

Visitado 52 vezes, 1 visita(s) hoje