Riscos de ETF Bitcoin estão aparecendo com o papel da Coinbase após ser aprovado

Pontos chave:

  • A Coinbase é uma provedora central de serviços para os principais emissores de ETFs, como a BlackRock, oferecendo serviços de custódia, negociação e empréstimo na estreia dos ETFs Bitcoin spot dos EUA.
  • A concentração das funções da Coinbase no mercado de criptografia suscita preocupações sobre os riscos potenciais do ETF Bitcoin.
  • A Coinbase está em uma batalha legal com a SEC por alegações de operação de uma bolsa não registrada.
De acordo com o Bloomberg, o lançamento de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA colocou a Coinbase no centro das atenções, tornando-a um eixo para grandes players como a BlackRock.
Riscos de ETF Bitcoin estão aparecendo com o papel da Coinbase após ser aprovado

Coinbase é o centro das atenções nos riscos de ETF Bitcoin

A bolsa de ativos digitais está preparada para fornecer serviços de custódia, negociação e empréstimo para a maioria dos emissores de ETF, ampliando sua influência no mercado de criptografia.

No entanto, esta posição aparentemente vantajosa levanta preocupações sobre os riscos do ETF Bitcoin. Enquanto Coinbase pode se beneficiar BitcoinApós a integração da empresa nos mercados tradicionais, os críticos preocupam-se com os perigos potenciais de uma entidade controlar todo o ciclo de vida comercial.

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) compartilha dessas preocupações e está atualmente envolvida em uma disputa legal com a Coinbase. O SEC acusou a empresa de operar uma bolsa, corretora e câmara de compensação não registrada de valores mobiliários, uma afirmação veementemente negada pela Coinbase.

Como maior custodiante de criptografia do mundo, a Coinbase desempenha um papel crucial em ETF Bitcoin, servindo como a principal escolha para serviços de custódia. No entanto, a SEC e os emitentes reconhecem potenciais limitações, com a Coinbase possivelmente a ter de restringir certos serviços, conforme indicado nas suas divulgações de risco.

Notavelmente, a Coinbase é o único agente comercial para BlackRock, facilitando as transações Bitcoin através Coinbase Prime. Além disso, seu negócio de empréstimos é fundamental para ETFs de Bitcoin, permitindo que emissores como a BlackRock emprestem Bitcoin ou dinheiro para negociações de curto prazo.

À medida que o mercado de criptografia se integra ainda mais às finanças convencionais, o papel multifacetado da Coinbase desperta otimismo e preocupações sobre os riscos potenciais do ETF Bitcoin.

Riscos de ETF Bitcoin estão aparecendo com o papel da Coinbase após ser aprovado

Pontos chave:

  • A Coinbase é uma provedora central de serviços para os principais emissores de ETFs, como a BlackRock, oferecendo serviços de custódia, negociação e empréstimo na estreia dos ETFs Bitcoin spot dos EUA.
  • A concentração das funções da Coinbase no mercado de criptografia suscita preocupações sobre os riscos potenciais do ETF Bitcoin.
  • A Coinbase está em uma batalha legal com a SEC por alegações de operação de uma bolsa não registrada.
De acordo com o Bloomberg, o lançamento de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA colocou a Coinbase no centro das atenções, tornando-a um eixo para grandes players como a BlackRock.
Riscos de ETF Bitcoin estão aparecendo com o papel da Coinbase após ser aprovado

Coinbase é o centro das atenções nos riscos de ETF Bitcoin

A bolsa de ativos digitais está preparada para fornecer serviços de custódia, negociação e empréstimo para a maioria dos emissores de ETF, ampliando sua influência no mercado de criptografia.

No entanto, esta posição aparentemente vantajosa levanta preocupações sobre os riscos do ETF Bitcoin. Enquanto Coinbase pode se beneficiar BitcoinApós a integração da empresa nos mercados tradicionais, os críticos preocupam-se com os perigos potenciais de uma entidade controlar todo o ciclo de vida comercial.

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) compartilha dessas preocupações e está atualmente envolvida em uma disputa legal com a Coinbase. O SEC acusou a empresa de operar uma bolsa, corretora e câmara de compensação não registrada de valores mobiliários, uma afirmação veementemente negada pela Coinbase.

Como maior custodiante de criptografia do mundo, a Coinbase desempenha um papel crucial em ETF Bitcoin, servindo como a principal escolha para serviços de custódia. No entanto, a SEC e os emitentes reconhecem potenciais limitações, com a Coinbase possivelmente a ter de restringir certos serviços, conforme indicado nas suas divulgações de risco.

Notavelmente, a Coinbase é o único agente comercial para BlackRock, facilitando as transações Bitcoin através Coinbase Prime. Além disso, seu negócio de empréstimos é fundamental para ETFs de Bitcoin, permitindo que emissores como a BlackRock emprestem Bitcoin ou dinheiro para negociações de curto prazo.

À medida que o mercado de criptografia se integra ainda mais às finanças convencionais, o papel multifacetado da Coinbase desperta otimismo e preocupações sobre os riscos potenciais do ETF Bitcoin.

Visitado 130 vezes, 1 visita(s) hoje